Escolha de microfones para sistemas sem fio

Não existe um único tipo de microfone que seja o melhor para todas as situações. Os microfones variam muito em tamanho, formato, qualidade do som, características acústicas e outros detalhes. Em algumas situações, pode ser necessário ocultar o microfone, em outras isso não tem importância ou é até indesejável. As preferências pessoais também são importantes. Artistas e apresentadores podem ter forte preferência por um tipo ou modelo de microfone em relação aos outros. O tempo gasto para fazer a escolha correta será compensado todas as vezes que o sistema sem fio for usado.

A primeira decisão a ser tomada é se o transmissor deve ser de mão ou body-pack. Os transmissores de mão incluem em um único pacote o elemento do microfone e o transmissor de rádio e se parecem com os microfones de voz com fio. São uma boa opção para espetáculos vocais, entrevistas ao vivo e situações em que o transmissor é passado de pessoa para pessoa. Muitos artistas estão acostumados a controlar o volume e a qualidade do som de seus espetáculos variando a distância entre o microfone e a boca, portanto um transmissor de mão provavelmente será o preferido. Claro que um modelo de mão também pode ser montado em um pedestal de microfone convencional.


Os transmissores body-pack usam microfones externos, portanto são mais flexíveis e adaptáveis do que os transmissores de mão. Alguns vocalistas usam microfones de cabeça com transmissores body-pack, deixando as mãos livres para tocar um instrumento ou melhorar suas performances de dança. Às vezes, os transmissores body-pack também são usados com microfones para instrumentos musicais e outros tipos especializados de microfones e captadores. Na maioria dos casos, porém, os body-packs são usados com microfones miniatura, que são presos à roupa no peito ou disfarçados perto da boca. Essa disposição é amplamente usada em noticiários, produção de TV e cinema, teatro, entrevistas na TV, apresentações e muitas aplicações semelhantes.

Existem dois tipos básicos de microfones para utilização em sistemas sem fio: microfones dinâmicos e microfones condensadores eletretos. Os microfones dinâmicos usam elementos magnéticos que convertem o som em pequenos sinais elétricos, de uma maneira que é basicamente o oposto do que fazem os alto-falantes para converter energia elétrica em som. Os microfones dinâmicos são robustos, confiáveis, baratos e têm uma qualidade de som "quente", que agrada muitos vocalistas.

Os microfones condensadores eletretos usam um elemento com uma fina membrana (diafragma) conectada a um circuito eletrônico. O movimento da membrana causado pela pressão do som é detectado pelo circuito eletrônico e convertido em um sinal elétrico utilizável. Os microfones condensadores têm uma resposta de freqüência suave e prolongada, além de uma clareza e uma definição raramente encontradas nos microfones dinâmicos. Eles também podem ser miniaturizados, o que os torna especialmente adequados para uso na lapela.

Tanto os microfones dinâmicos como os condensadores podem ser projetados para serem direcionais ou omnidirecionais. Os microfones direcionais recebem o som de maneira mais eficiente de uma direção do que das outras. Isso é útil quando se deseja captar o som de distâncias mais longas ou desacentuar sons externos indesejados. Os microfones omnidirecionais recebem o som igualmente bem de todas as direções. Isso é desejável em muitas situações, como para microfones de lapela, que não podem ficar diretamente na frente da boca.

Os transmissores de mão usam quase sempre microfones de voz direcionais, que podem ser dinâmicos ou condensadores. Em muitos casos, um determinado sistema sem fio só está disponível com um tipo de transmissor de mão e um tipo de elemento do microfone, geralmente dinâmico. Sistemas mais caros podem oferecer uma opção de elementos dinâmicos ou condensadores. Os elementos de microfones dinâmicos tendem a soar mais quentes e mais melódicos, enquanto os elementos condensadores tendem a ter uma resposta de freqüência mais ampla e suave e uma maior clareza. Antes de escolher um sistema sem fio de mão, é muito importante escutá-lo com atenção para garantir que a qualidade do som é agradável. Da mesma maneira que com os microfones de voz com fio, a escolha pode ser mais uma questão de gosto pessoal.

Os transmissores body-pack têm um conector de microfone e podem ser usados com muitos tipos diferentes de microfones. A opção mais comum é um microfone de lapela, que pode ser tanto direcional como omnidirecional. Como os elementos de microfones condensadores podem ser consideravelmente menores do que os microfones dinâmicos, nenhum microfone de lapela moderno possui elementos dinâmicos. Os microfones de lapela omnidirecionais são menores e geralmente mais baratos do que unidades direcionais semelhantes.

Os microfones de lapela omnidirecionais funcionam bem na maioria das situações e são mais comuns do que os tipos direcionais. Exceto quando o ruído externo for um problema, esse tipo de microfone é fácil de usar e oferece excelente qualidade de som. Os microfones de lapela direcionais são úteis quando a realimentação for um possível problema, quando o nível de ruído externo for alto ou quando a reverberação e o eco incomodarem. Entretanto, eles tendem a variar em qualidade e nível do som quando o usuário afasta a cabeça.

Um microfone de cabeça pode oferecer excelente rejeição do ruído externo sem as desvantagens dos microfones direcionais comuns. Geralmente é usado um elemento direcional nos microfones de cabeça, oferecendo boa rejeição do ruído externo. O microfone também fica perto da boca, permitindo que o ganho seja diminuído, reduzindo ainda mais o ruído externo. Além disso, como o microfone fica preso à cabeça e não em algum lugar do peito, a qualidade do som não varia conforme o usuário vira a cabeça.

Muitas vezes os microfones são usados com instrumentos musicais, tais como saxofones, trompetes, instrumentos de sopro e guitarras. Existem adaptadores de montagem especiais para posicionar o microfone corretamente no instrumento. Devido aos níveis de som muito altos criados pelos instrumentos de metal, geralmente são necessários microfones especiais resistentes a sobrecarga.

Muitos outros tipos de microfones também podem ser usados com transmissores body-pack sem fio. Os microfones de perfil baixo, que oferecem inteligibilidade altamente melhorada em muitas situações de sonorização e em salas de conferência, geralmente são usados com body-packs para evitar a necessidade de cabos de microfone feios e inconvenientes. De maneira semelhante, os transmissores body-pack são usados muitas vezes com microfones de pódio pescoço de ganso miniatura, eliminando a necessidade de cabos que causam distração e possíveis riscos.

Na verdade, muitos tipos de microfones convencionais podem ser usados com sistemas sem fio por meio de um simples cabo adaptador. Dentre eles, estão os microfones de voz condensadores alimentados por bateria e dinâmicos, microfones de pódio e microfones (de linha) "shotgun". Entretanto, os microfones condensadores que requerem energia (fantasma) externa não funcionam diretamente com transmissores body-pack sem fio.

Retornar ao sumário